9 de janeiro de 2014

Férias: seguro ou assistência viagem precisam estar na mal

Fonte: Segs - Data: 08/01/2014

SEGURVIAJE MAPFRE Assistance explica as vantagens e as diferenças de coberturas para viagens nacionais e internacionais
Chegada a época de férias escolares, cresce também a procura por viagens. Seja em família, entre amigos ou mesmo a negócios, a segurança é imprescindível. São várias vantagens e novas opções adequadas a cada destino e período de viagem. João Ayres, gerente de Marketing e Produtos da MAPFRE Assistance, explica a importância de saber a diferença entre seguro e assistência viagem e dá dicas sobre a cobertura dos planos.
“Em viagens internacionais, por exemplo, a maior preocupação dos turistas é com as coberturas de assistência médica. Pensando nisso, além de selecionar a melhor opção de acordo com o destino e número de dias que viajará, pedimos para que as pessoas sempre tenham a preocupação de fazer uma avaliação médica antes de embarcar. Esta é uma atitude importantíssima para evitar problemas de saúde inesperados”, explica Ayres.
De acordo com o especialista, a diferença entre seguro e assistência é simples: enquanto a assistência viagem fornece uma rede conveniada para que o turista utilize os serviços oferecidos no contrato, como – por exemplo – hospitais, clínicas, exames, medicamentos, guias turísticos, informações, entre outros serviços, o seguro viagem reembolsa as despesas que o viajante tiver e que estejam previstas na apólice.
“Sempre que houver alguma situação de emergência durante a viagem, optando pela assistência o passageiro contará com um pacote de serviços e benefícios garantidos pelo plano escolhido, sem ter que colocar a mão no bolso. É um bom aliado para tornar a viagem mais tranquila desde o embarque até o retorno”, completa.
Se pensarmos em voos internacionais a partir do Brasil, números do mês de outubro da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) indicam que cerca de 12% dos mais de 5 mil voos programados foram cancelados ou registraram atraso de mais de uma hora, o que pode gerar despesas extras.
Quanto tema é extravio de bagagem, números da SITA – líder mundial em tecnologia da informação de comunicações e transportes aéreos – revelam que em 2012, a cada mil passageiros, 8,83 tiveram suas bagagens extraviadas, o que significa que, ao longo do ano, mais de 26 milhões de malas foram entregues com atraso, declaradas perdidas, roubadas ou furtadas.
“Entender a importância de adquirir uma assistência ou seguro e as diferenças conceituais entre eles na hora de contratar o que se adequa melhor ao trajeto e bolso do consumidor é essencial para não ter dores de cabeça em caso de imprevistos”, afirma o gerente.
Outra informação importante para o turista é que a assistência e o seguro viagem podem ser contratados juntos ou separadamente. Porém, antes de fechar a escolha, é importante verificar qual o serviço que mais se encaixa no perfil do consumidor e, principalmente, averiguar quais os riscos que não estão cobertos pelo seguro ou assistência viagem em questão.
Pensando em destinos internacionais, ainda é importante destacar que muitos países exigem que os turistas tenham um seguro ou assistência viagem durante sua estadia. Na Europa, por exemplo, praticamente todos os países solicitam cobertura mínima de 30 mil euros. “Se no valor do pacote turístico não estiver incluso algum tipo de seguro viagem, ele poderá ser contratado separadamente, na própria agência ou em uma corretora de confiança”, esclarece.
A MAPFRE Assistance comercializa, há mais de 10 anos no Brasil, o SEGURVIAJE, assistência à viagem com oferta de planos aos mais diferentes perfis de roteiros, desde viagens a negócios até para estudos ou mesmo lazer.
Saiba como escolher seu plano:
Assistência médica: os planos de assistência à viagem, como os do SEGURVIAJE, por exemplo, oferecem coberturas médico-hospitalares apenas em casos acidentais e por enfermidades, não para tratamentos pré-diagnosticados, por isso não devem ser equiparados a planos de saúde. Nesses casos, é recomendado que o turista verifique com a operadora de saúde se há cobertura na cidade que irá visitar. Hoje em dia, algumas empresas estendem o plano de saúde inclusive para viagens internacionais. Também é recomendado que o usuário verifique os limites de cobertura para assistência médica e repatriação médica, pois planos com preços baixos muitas vezes oferecem valores mínimos de assistência médica e repatriação, o que acaba acarretando despesas extras. Essa checagem é importante antes de finalizar a compra.
Hora da compra: o ideal é procurar por um agente de viagem ou operador turístico, ponderando o motivo da viagem, localização do destino e características do roteiro, que podem ter maior ou menor risco de acidentes. Assim, o profissional pode indicar um plano de assistência mais adequado. Para atender e esclarecer as dúvidas de usuários e futuros compradores, o SEGURVIAJE disponibiliza uma Central de Relacionamento, que atende de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h.
Leitura do contrato: o produto de Assistência ao Viajante é preventivo e visa minimizar os transtornos e imprevistos durante a viagem, como um acidente, roubo ou desvio da mala, entre outros itens explicitados no contrato. Portanto, a leitura das Condições Gerais é primordial. Conheça, em detalhes, todas as coberturas e os valores estipulados para cada tipo de ocorrência.
Despesas com atrasos de voo: as despesas com atraso de voo normalmente são para alimentação, ligação e hospedagem, e não incluem indenizações por perda de compromisso, estresse ou qualquer outra despesa.
Casos de obrigatoriedade: dependendo do país de destino, é obrigatório ter um contrato que assegure algum tipo de assistência. Os países que assinaram o Tratado de Schengen exigem a contratação de assistências com valor mínimo de cobertura de 30 mil euros, que garantem ao menos os gastos com despesas médicas básicas. São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Itália, Islândia, Luxembrugo, Noruega, Países Baixos, Portugal e Suécia.
Central de Atendimento: antes de utilizar qualquer serviço de assistência ao viajante, é obrigatório acionar a Central de Atendimento dos produtos. No caso do SEGURVIAJE, o atendimento tem ligação gratuita, feita em vários idiomas inclusive em português, em todos os países do mundo, com disponibilidade 24h.
Sobre a MAPFRE Assistance no Brasil
Com mais de 20 anos de atuação no país, a MAPFRE ASSISTANCE é a Unidade no Brasil da MAPFRE ASISTENCIA, multinacional de Seguros, Resseguros e Serviços com presença direta em 43 países, líder mundial na prestação de serviços de Assistência e Gestão de Serviços. Desenvolve produtos personalizados de acordo com as necessidades dos clientes em diversos segmentos como montadoras, entidades financeiras, seguradoras e companhias de turismo.
Com rede de assistência própria em 5 continentes, possui em seu portfólio Serviços de Assistência (Pessoas e Famílias, Auto, Residência), Gestão de Processos e Serviços (Gestão de Sinistros, Call Center, Gestão da Qualidade, Retenção e Endosso) e Assistência Viagem (Receptivo, Nacional e Internacional), realizando mais de 800 mil assistências por ano.
Sua carteira é composta com mais de 100 clientes corporativos, aproximadamente 25 milhões de usuários no Brasil e realiza mais de um milhão de atendimentos por ano.[2]
A MAPFRE Assistance é certificada pela ABS Quality Evaluations Inc. na ISO 9001 versão 2008 e conta com uma estrutura que possibilita atender a expansão da prestação de serviços de assistência no Brasil e a operacionalização de novos contratos comerciais com o mesmo padrão de qualidade.

Para contratar o seu seguro viagem Segurviaje on-line, acesse:
Clique aqui para simular e/ou contratar.