28 de setembro de 2006

Procon alerta para venda casada

Fonte: DCI - Data: 28.09.2006

Algumas seguradoras do País exigem a instalação de rastreadores aos consumidores que forem contratar um seguro de automóvel. No entanto, as pessoas devem ficar atentas, já que a prática é proibida pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Isso porque, segundo o Procon-SP, quando a seguradora exige que a pessoa interessada instale o rastreador para ter direito ao seguro de automóvel, ela exerce uma prática abusiva: a venda casada."

>>> Seguro automóvel? Visite o site da Luma Seguros. Clique aqui.

26 de setembro de 2006

Ituran+, o produto que revolucionará o segmento de seguros

Fonte: SEGS.COM.BR - Data: 26/09/2006

Atenta às oportunidades de mercado, Ituran do Brasil, uma das maiores empresas de monitoramento veicular do país, lança um produto inovador destinado a veículos que, por algum motivo, ainda não têm cobertura de seguro. Trata-se do Ituran+, uma garantia que permite ao cliente receber 100% do valor do veículo, de acordo com a tabela Fipe, caso o mesmo não seja recuperado pela empresa.
O novo produto é resultado de uma parceria entre a Ituran, com sua expertise no segmento de monitoramento veicular, e a Mapfre Seguros, que responderá pela indenização ao cliente. No Brasil apenas 30% dos veículos são segurados. Com base nesta informação, profissionais da Ituran dedicaram-se ao desenvolvimento do novo produto. A segunda fase foi dedicada a encontrar no mercado segurador um parceiro que aceitasse o desafio que o produto requer. A Mapfre, uma das maiores Seguradoras do mundo e com forte presença no mercado brasileiro demonstrou disposição em inovar, o que viabilizou o lançamento do Ituran+.
Os diferenciais
O Ituran+ chega ao mercado para atender os 70% dos proprietários de veículos que não fazem seguro e, por se tratar de uma garantia, seu preço varia de acordo com o modelo e o valor do veículo, podendo ser até 90% mais barato do que um seguro completo.
A comercialização do produto será feita exclusivamente por corretores de seguros cadastrados na Ituran e a cobertura é válida em todo território nacional.
Para o cliente ter acesso à garantia, em primeiro lugar deverá comunicar a Ituran imediatamente. Se o veículo não for localizado, a Ituran acionará a Mapfre e um despachante da Seguradora entrará em contato com o cliente para solicitar a documentação necessária. Após a entrega dos documentos, o cliente será indenizado em um prazo de até 5 dias úteis.
O Ituran+ chega ao mercado para completar o portfólio de produtos da empresa. "A Ituran aliou as vantagens da melhor tecnologia em monitoramento e o alto índice de recuperação de veículos para oferecer um produto aos clientes que não abrem mão da cobertura de seu patrimônio", enfatiza Elaine Vilela, diretora de Marketing da Ituran.
Sobre a Ituran
A Ituran é uma multinacional israelense, que atua no Brasil e em outros países do mundo como Israel, Estados Unidos e Argentina, no segmento de monitoramento veicular. A companhia chegou ao país em 2000 e, desde então, continuou crescendo, somando hoje mais de 130 mil clientes no Brasil e 450 mil no mundo.
A Ituran possui o mais moderno e eficiente sistema de rastreamento e recuperação de veículos em caso de roubo ou 8.500 veículos.


>>> A Luma Seguros é credenciada Ituran. Visite nosso site para saber mais e contratar o Ituran com seguro: www.iturancomseguro.com.br

21 de setembro de 2006

Alarmes Monitorados Porto Seguro

A partir de agora a Luma Seguros está disponibilizando a contratação do serviço de Alarmes Monitorados da Porto Seguro. O avançado sistema de alarme que pode ser instalado em residências, condomínios e empresas de qualquer porte, e é monitorado 24 horas por uma das melhores Centrais de Monitoramento da América Latina. Uma estrutura completa, pronta para atuar com eficiência e rapidez sempre que houver qualquer violação do imóvel. O produto está disponível inicialmente para a Grande São Paulo, devendo ser expandido brevemente para outras regiões.
Acesse nosso site para maiores informações ou para solicitar um contato ou visita. Clique aquiPosted by Picasa

Aprenda a identificar e saiba quais os malefícios do uso de combustível adulterado.

Fonte: Newsletter SulAmérica.

Motor falhando e perda de potência podem ser sinais de que o carro está contaminado com combustível adulterado. São muitos os sintomas apontados pelos especialistas. Em curto prazo, fica difícil dar a partida, o motor começa a falhar e a marcha lenta fica irregular. Já em médio prazo, o motor começa a
engasgar e o carro perde a potência e a força. Com isso, o rendimento cai e a aceleração fica mais lenta.A adulteração é a mistura de qualquer substância diferente ou acima das especificações permitidas, originando um produto de qualidade inferior. Exemplo: embora a água faça parte da mistura do álcool, em quantidade acima do permitido ele vira aguado (o chamado álcool molhado). A gasolina pode ser adulterada de vários modos, e os mais comuns são a adição de álcool fora da quantidade especificada ou a colocação de vários tipos de solventes como o tolueno, metanol, benzeno etc, acima dos valores máximos permitidos. O importante é saber que, mesmo fazendo parte da gasolina, componentes em excesso também constituem a adulteração prejudicial ao consumidor.
Algumas medidas simples podem ser tomadas contra esse mal. O motorista deve sempre desconfiar da gasolina muito barata e verificar o controle de qualidade do estabelecimento. É bom optar pela gasolina aditivada e abastecer sempre no mesmo posto, aquele que transmite confiança. O cliente tem o direito de exigir do frentista um teste do combustível.
Todo cuidado é pouco. O prejuízo da gasolina adulterada traz sérios problemas ao carro, como derretimento das mangueiras de combustível e carburador entupido. Ele também polui o óleo lubrificante e aumenta a carbonização das velas e válvulas.
Em carro a álcool, a mistura de água no combustível pode derreter, além das velas, a cabeça dos pistões. Para sanar o problema de contaminação, pode ser necessário limpar o tanque, os bicos injetores e, a partir daí, trocar as mangueiras e os filtros de combustível.


Visite o site da Luma Seguros. Clique aqui. Posted by Picasa

20 de setembro de 2006

15 de setembro de 2006

Sul América perde na justiça, agora em segunda instância

Fonte: CQCS - Data: 15.09.2006

A Sul América acaba de perder mais uma batalha na Justiça Brasileira. A Acecont (Associação Centro de Cidadania em Defesa do Consumidor e Trabalhador) entrou na Justiça com uma ação pedindo uma liminar que impossibilite a seguradora de praticar o Programa de Readequação no Programa de Vida do Clube dos Executivos. A Associação ganhou a ação em segunda instância há 20 dias. Segundo a liminar, a Sul América será obrigada a manter as coberturas, não rescindindo o contrato e não praticando nenhum aumento nos valores dos prêmios para um grupo de dez pessoas que possuem esse tipo de seguro no estado do Rio de Janeiro. “Eles já estão usando com jurisprudência para outros cinco grupos”, disse David Alfredo Nigri, advogado e coordenador jurídico da Associação.Toda essa guerra travada pela seguradora e os consumidores está na tentativa de implantar o Programa de Readequação, nos contratos dos segurados que possuem seguro de vida há muito tempo. Segundo Nigri, a ação da SulAmérica está descumprindo o Código de Defesa do Consumidor (CDC) ao rescindir o contrato e também que a companhia não pode variar a mensalidade por faixa etária. “O Estatuto do Idoso não permite aumentos de seguro-saúde após 60 anos”, explicou o advogado. Mas toda essa novela tem um motivo. Para Nigri, a seguradora não foi feliz quando comprou a carteira de seguro de vida, formada por um pool de seguradoras há mais de 30 anos. Um dos motivos que provocaram essa guerra, na opinião de Nigri, está nos cálculos atuariais (o que normalmente possuem prazo de 50 anos). “A companhia imaginava que esse negócio daria certo cobrando sempre o mesmo preço, ainda mais para um grupo com mais de 300 mil pessoas. Na época, até poderia ser um bom negócio. Entretanto, agora que as pessoas estão morrendo por conta da idade, a situação está ficando complicado para uma companhia que tem que pagar os sinistros”, explica o coordenador jurídico da Acecont.Tudo indica que a SulAmérica não está se saindo muito bem na tentativa de reajustar esses contratos. O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu, no dia 2 de agosto, tutela antecipada à ação civil pública movida pela Promotoria de Justiça do Consumidor para que a seguradora garanta a renovação dos contratos dos consumidores que possuem esse plano. A decisão obriga ainda a seguradora a publicar nos jornais de grande circulação o teor do acordo do Tribunal de Justiça, além de impor multa diária de R$ 50 mil pelo descumprimento da decisão.Outra vitória dos consumidores esteve em Porto Alegre. O juiz da 15ª Vara Cível de Porto Alegre deferiu pedido de tutela antecipada na Ação Coletiva de Consumo promovida pelo Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul. O juiz acatou o pedido liminar da Promotoria de Justiça Especializada de Defesa do Consumidor entendendo que a carta referente ao Programa de Readequação da carteira de seguros enviada aos consumidores importou numa conduta abusiva.Em nota oficial, emitida pela assessoria de imprensa da SulAmérica, a companhia informa "Há liminares no sentido de suspender o Programa de Readequação. A SulAmérica está tomando as medidas cabíveis para manter o programa. Todos os segurados envolvidos foram devidamente informados por correspondência sobre o teor das liminares. Enquanto elas forem mantidas, a SulAmérica respeitará as determinações que delas constam".

>>> Visite o site da Luma Seguros. Clique aqui.

4 de setembro de 2006

Sindicato das costureiras e vestuário de São Paulo fecha acordo com PASI

Fonte: Pasi / Luma Seguros

O Sindicato das Costureiras e Vestuário de São Paulo fechou um acordo com o PASI – MAPFRE para atender à cláusula do Seguro de Vida na Convenção Coletiva de Trabalho.
À partir de agora o setor do vestuário, que inclui todas as confecções, devem contratar um seguro de vida em favor de seus funcionários garantindo desta forma segurança e proteção para funcionários e empresários.

Veja abaixo o desenho que atende à Convenção Coletiva do Setor:












Veja as vantagens em se contratar o PASI :

· Taxa única (veja acima)
· Indenização em até 24 horas da documentação completa;
· Sem carência
· Sem limite de idade para trabalhadores ativos legalizados
· Coberturas exclusivas
· Facilidade na cotação e contratação
. Qualquer tipo de vínculo (contrato, estágio etc.)


Para contratar o seguro ou caso tenha dúvidas ligue para Luma Seguros – SP Fone: (11) 3522-9239, ou acesse nosso atendimento on-line.

Posted by Picasa

Seguro residencial, jamais tão acessível

Fonte: Gazeta Mercantil

É possível garantir a cobertura por valores que não ultrapassam os R$ 300 por ano. O seguro de casa custa menos que um cafezinho por dia. Com esse aforismo, de grande impacto, as seguradoras querem convencer os consumidores de que é o produto é muito acessível e pode trazer um grande conforto em caso de acidente. "Essa frase tem causado efeito e o resultado é o crescimento das vendas em 15% em 2005", diz Marco Antonio Gonçalves, diretor da Bradesco Auto Re.

Um seguro para uma casa, com cobertura de R$ 150 mil para incêndio e vendaval, de R$ 5 mil para roubo e furto, responsabilidade civil e danos elétricos, além dos serviços de assistência 24 horas, na cidade de São Paulo - região líder em roubo e furto de residências -, custa entre R$ 200 e R$ 300 por ano, nas seguradoras entrevistadas.

Para este ano, a previsão é de faturar 30% mais em razão das campanhas sobre o preço do seguro. "As pessoas fazem um paralelo do seguro de casa com o do carro e imaginam que para segurar a casa, que vale muito mais que o carro, terão de desembolsar uma fortuna. E não é nada disso", assegura Gonçalves. "O seguro de casa é tão barato que quando falamos o preço as pessoas acham que é um valor mensal. Quando corrigimos, frisando que o preço é anual, elas ficam surpresas e até mesmo desconfiadas do produto e do vendedor", diz.

E mesmo tendo um preço acessível, ainda é possível conseguir descontos. A maior parte das seguradoras oferece desconto para segurados que tenham sistema de segurança. A Mapfre, por exemplo, dá desconto para quem investe em proteção. No contrato citado acima, o custo sai por R$ 299 por ano. Mas se o segurado tem cachorro e alarme, o preço cai para R$ 249.

Em razão da simplificação, é preciso ficar muito atento ao contratar um seguro de casa. Ele pode conter coberturas desnecessárias e o que realmente interessa ter ficado de fora. Fernando Conforto, diretor da Liberty, lembra que o segurado deve priorizar, em termos de cobertura, os eventos em que a residência está mais exposta, como vendaval, se for uma região onde o evento tem ocorrido com freqüência, como no Sul e no interior de São Paulo; impacto de veículos, se mora na rota de aeronaves ou de grande circulação de veículos, ou roubo, se mora em casa.

Já quem mora em apartamento deve priorizar a responsabilidade civil. "Um vazamento no vizinho de baixo poderá ser pago pelo seguro, se a cobertura for solicitada. Em caso de roubo, o segurado deve levar em questão que tipos de itens têm em casa que são de fácil remoção", diz Conforto.

Serviços mais usados

Como é raro uma casa pegar fogo ou ser destruída por queda de aeronave, duas das coberturas básicas dos contratos, as seguradoras aprimoraram os serviços agregados para trazer aos clientes aquela sensação de que o produto é de primeira necessidade.

Ainda há muitas falhas na comunicação entre quem vende o seguro e quem compra. Principalmente se a aquisição é por meio dos pacotes de seguros feitos por bancos ou cartões de crédito, que priorizam a simplicidade para facilitar a venda. Um dos pontos mais afetados é a parte de serviços, que acabam não sendo detalhados.

Entre os serviços mais usados estão os básicos incluídos na cobertura de assistência 24 horas, casos de chaveiro, hidráulica, elétrica. Claudio Saba, diretor executivo da Marítima Seguros, conta que muitos dos clientes esquecem os serviços previstos nas apólices e acabam pagando quando precisam de chaveiros, encanadores e eletricistas. "Em emergência, esses serviços fazem parte da cobertura do seguro", alerta o executivo.

Adilson Pereira, diretor da Porto Seguro, informa que a cobertura de danos elétricos é atualmente a mais requisitada. "Geralmente depois de uma forte chuva, nossa central recebe uma avalanche de ligações de segurados informando a queima de aparelhos em razão de sobrecarga ou variação de tensão na rede elétrica, geralmente causada por raios. Os bens mais prejudicados são o computador e aparelhos com painel eletrônico, como a máquina de lavar.

O serviço menos usado é o de concierge. "A Chubb oferece gratuitamente esse serviço", afirma Mara Aranha, gerente residencial Personal Lines da Chubb Seguros. Trata-se de um profissional que ajuda o segurado em situações não-previstas, como chuva em uma festa. "O concierge contata uma empresa de toldos", ela explica. Ele também pode ser solicitado para envio de flores para quem está em outro estado, entre outras gentilezas.

Marcelo Rosal, gerente do produto residencial da Unibanco-AIG, lembra da cobertura de quebra de vidros. Geralmente é o tipo de cobertura que precisa ser contratada à parte e traz um conforto e tanto para o segurado. "Essa cobertura tem sido muito solicitada e muitas vezes o segurado pensa que está incluída no pacote, mas ela é tratada como adicional", explica o executivo. Nesse serviço há uma franquia.

Já a Itaú Seguros oferece ao segurado, sem custo adicional, um total de 13 serviços , o que corresponde a mais de 20 atendimentos que, somados, equivalem a R$ 1,5 mil.

Seguro não é commodity

Na tentativa de mostrar para o consumidor que o seguro residencial não é uma commodity, a Porto criou dois serviços diferenciados, ainda não ofertados por suas concorrentes. O Pet, que dá direito a consulta veterinária, e o Helpdesk, um especialista em panes de computadores. "Há uma primeira tentativa de solucionar o problema por telefone. Se não é possível, a atendente agenda um horário para que um técnico vá verificar o computador. Caso o problema não seja o software e sim o hardware, o segurado fica com um diagnóstico e preços médios das peças. Nossa equipe volta para fazer a instalação", explica.

A Unibanco-AIG e a Chubb destacam um serviço chamado check-up. Na prática, uma revisão de alguns pontos preventivos, como hidráulica, elétrica, limpeza de caixa d?água e até mesmo lubrificação de fechaduras, troca de lâmpada, fixação de quadros e troca de vidro quebrado. A Marítima criou o pagamento express, onde o cliente com perdas de bens ganha um vale para comprar um outro aparelho.

A Mafpre destacou o serviço de baby-sitter. Uma babá é enviada para tomar conta das crianças caso a esposa do segurado esteja impossibilitada por ter sofrido um acidente pessoal. "Temos também o serviço de recolocação profissional. Caso o segurado fique desempregado, ele poderá usar colocar seu curriculum na Catho, especializada nesse tipo de serviço, por três meses", diz Bailone.

kicker: Apesar de seu maior alcance, o serviço hoje pode agregar baby sitter, veterinário, assessoria de informática e até recolocação profissional.


>>> Consulte e contrate seu seguro residencial on-line no site da Luma Seguros Clique aqui.